Chico, te odeio temporariamente

Após muito, mas muito esforço, acabei de ler Budapeste.
No meio do livro eu já estava angustiada, aflita, desesperada. E foi um um sacrifício chegar ao fim, mas bem, eu já esperava que não fosse bom, então tinha que terminar essa missão. Eu só não esperava que fosse tão ruim, ao ponto de me fazer chorar de raiva. Assim, literalmente. Eu chorei de raiva perto do final. Eu não consigo entender como alguém tão delicado como o Chico, que eu julgo entender tão bem as mulheres, consegue escrever tamanha porcaria.

Chico, eu te odeio até daqui a pouco!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s