E foi assim…

Essa coisa toda de perder amigos/entes queridos é muito estranha, cheia de paradigmas.
Conheci poucas pessoas que pareciam saber como lidar com a morte.
Hoje o dia acordou cinza, sem sentido, sem palavras, com uma dor enorme. Não me lembro de quando senti isso pela última vez.
Aquela sensação horrível de que não importa o que você faça, você nunca mais poderá estar com aquela pessoa. Agora sobrou você, sobraram as lembranças, que parecem não ter fim. Você olha para o vazio ao seu redor e se lembra daquele passeio tão legal que você fez com seu amigo, do sorvete que tomaram juntos. Das inúmeras cervejas permeadas com risadas, de quando vocês compartilharam situações ruins, do quanto qualquer mensagem no msn, facebook ou celular fazia seu dia mais feliz.
Mas agora tudo se foi e isso nunca mais acontecerá.
Nunca mais ele entrará no msn, nem tomará cerveja, nem terá seus casos amorosos engraçados, nem será um escritor porque sonhava tanto com isso. Virou uma estatística da violência no carnaval de 2011.
PORRA! Justo agora que ele estava tão feliz! Feliz com o curso na faculdade. Feliz com suas novas tarefas. Feliz planejando sua viagem pra Islândia. Nunca na vida eu o tinha visto tão bem.
Algumas pessoas dizem que “é o destino de certas pessoas partirem cedo”, mas ninguém nunca saberá ao certo.
Só nos resta acreditar que ele chegará bem em algum outro lugar e continuará sendo esse puta cara que foi por aqui.
Nossa dor por aqui um dia diminuirá. A saudade, nunca.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s