Sol e Lua, sem fronteiras

Aproveitando a onda da 22ª Bienal Internacional do Livro que aconteceu em São Paulo nas últimas semanas, gostaria de comentar um dos lançamentos da Editora Moderna nessa edição: “Quando o sol encontra a lua“, deRenata Tufano.

De acordo com o site da editora: ”Renata Tufano deu os primeiros passos só para conseguir chegar perto da estante onde estavam os livros. Desde cedo, apaixonou-se pela leitura e pelos amigos de papel. (…) A autora tem mais de 30 títulos traduzidos, a maioria de literatura infantil e juvenil, sua grande paixão. Esta é a sua primeira incursão como escritora, embora adore escrever poesias e esboços de enredos em pedacinhos de papel.”

Classifcado como “literatura juvenil“, o livro conta a história de Tai e Jaci, dois jovens que se apaixonam na escola e partilham uma história que eu garanto que muitos de nós seríamos muito mais felizes se conhecêssemos, se não essa história, ao menos os sentimentos desses caminhos. Não posso contar muitos detalhes, pois justamente são eles que fazem a riqueza desse livro, mas garanto, é uma história linda mesmo que você pense que seja um pouco previsível, nos emocionando no meio do caminho e talvez até te tirando algumas lágrimas (como foi o meu caso).

literatura infantil nos ensina muitos dos valores necessários para uma boa vida e aliteratura juvenil nos mostra alguns sentimentos que podemos levar pra toda a vida. Mas uma boa história é uma boa história e para isso não existe idade, sexo, lugar, nem rótulos. Feliz é de quem conseguir viver pelo menos uma dessas histórias em sua vida!
“A história de Tai e Jaci existe de verdade, com muitos nomes e em muitos lugares diferentes. Eu apenas escrevi o que acontece aí, do seu lado, ou do outro lado do mundo, mas quase sempre acontece do mesmo jeito. Afinal, uma história de amor será sempre uma história de amor. Em qualquer língua, de qualquer jeito, em qualquer lugar”. Com esse parágrafo, Renata nos deixa pensativos acerca de vários temas como amor, diversidade cultural, respeito, carinho e integridade humana, aquela que todos nós deveríamos levar no coração.

Recomendo a leitura! Quer uma ajuda? Aqui no Buscapé você encontra um comparativo entre as livrarias que vendem esse título. :)

 

(Post originalmente publicado no Trem dos 7)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s